Blog

dreamstimesmall_25491020

Problemas nas operações de comércio exterior

  • 0 Comentários
“Identificar os problemas nas operações de comércio exterior e antecipar suas soluções, permite aumentar a eficiência e, portanto, minimizar os custos”

Por: Dora Cuevas

Atualmente, as pequenas e médias empresas (PME) enfrentam múltiplas dificuldades que podem advir da estrutura de sua conformação legal (constituição legal: em ato constitutivo), se estiverem devidamente registradas do ponto de vista fiscal, se tiverem o padrão adequado de mercadoria, os serviços contratados para a realização dessas atividades ou mesmo que a administração da referida empresa seja de pouca importância, que deve ser premeditada para tomar as decisões mais favoráveis para isso.

Contudo, pela minha experiência e, em particular, no México, há dois aspectos que impactam as PME, como o d esconhecimento das operações de comércio exterior e seus custos. Além do exposto, deve-se levar em conta que não apenas o desejo e a capacidade de suprir um mercado externo é suficiente, mas também deve ser conhecido e em seu processo eles enfrentam outras situações de risco, como: incapacidade conhecer tendências e condições no mercado-alvo, comportamentos oportunistas que podem levar a enganos, manipulação de informações, iludir responsabilidades, entre outros.

É claro que uma pequena empresa não possui a mesma capacidade que uma entidade já consolidada internacionalmente, inclusive, a maneira de fazer negócios com as PME é diferente, pois ela precisa se adaptar à sua estrutura, de modo que isso não teria o mesmo controle ao fazer cumprir contratos, a tentativa de controlar outros tipos de riscos políticos e legais, que aumentariam sua exposição e afetação a causas externas.

Atualmente, as dificuldades e / ou problemas mais visíveis da PME, que observei em relação às operações de comércio exterior, são as seguintes:

1. Desconhecimento do processo aduaneiro.

2. Eles ignoram os regulamentos e restrições tarifárias do país de destino para o qual desejam exportar suas mercadorias.

3. Desconfiando do tipo de documentação exigida para a administração aduaneira, a agência aduaneira solicita: ato constitutivo, procuração, identificação do representante legal, RFC do representante legal e da empresa, comprovante de endereço da companhia e do representante, registro na lista de importadores e exportadores, qualquer diagnóstico necessário para avaliar sua capacidade de exportação, etc.

4. Desconhecimento das operações de logística, impactando negativamente os custos adicionais aos preços já negociados, custos atribuíveis ou replicados pelos intermediários nas operações logísticas.

5. O mau planejamento da operação de comércio exterior, já que às vezes eles compram a mercadoria e, uma vez que chegam ao país, solicitam imediatamente um despachante aduaneiro, o que pode causar atrasos desfavoráveis nos custos e custos. O inventário dessas entidades.

6. Não conhecer o padrão do setor apropriado para sua mercadoria, com o qual os pagamentos são feitos aos intermediários que afetam bastante os custos e as oportunidades das margens comerciais.

Os itens acima são alguns dos problemas mais comuns que dificultam e dificultam o procedimento aduaneiro para uma PME e podemos observar como na maioria dos casos eles se destinam a solucionar essas dificuldades; mencionar um exemplo que ocorre com muita frequência: treinamento ou treinamento para o diretor da empresa, que, na prática, não pode realizar o maior número possível de cursos, devido à falta de tempo ou à falta de planejamento adequado, com a consequência de abandonar o processo de treinamento e, finalmente, optar por depender totalmente dos serviços dos agentes aduaneiros ou de todos os serviços externos que você contrata para isso. Como consequência final, há falta de comunicação (mal-entendidos) e falta de controle de todos os serviços, resultando em aumento de custos e na falta de desenvolvimento de sua futura área de exportação.

Mas a falta de conhecimento é mais cara do que você pensa, já que, no final das contas, quem está dirigindo suas decisões é uma pessoa de fora e, desconhecendo esses processos, não sabe se realmente está pagando a feira e se isso está associado aos custos, que já eles são onerosos na operação alfandegária, além disso, que às vezes não têm capacidade para apoiá-los (alguns devem ter contas garantidas) com alguma mercadoria ou apoio financeiro de suas primeiras operações. Para mencionar alguns custos mais básicos de desembaraço aduaneiro, dos quais as PME não têm suporte, como é o caso, porque os procedimentos alfandegários são prolongados ao longo do tempo, isso pode ser minimizado devido ao fato de os gabinetes inspecionados - como o ICAVE- eles fornecem mais dias livres de armazenamento, ou as companhias de navegação (no caso de operações marítimas) concedem a eles não apenas 7 dias obrigatórios sem atrasos, mas podem concedê-los (sujeito a negociação informal) de 14 a 21 dias de folga atrasos, o que beneficia grandes empresas a economizar em suas importações; enquanto a PME deve cumprir apenas 7 dias e pagar todos os dias subsequentes, se excedida.

No caso anterior, o despachante solicita à PME que liquida a conta, pois, caso contrário, não liberará sua mercadoria. Esse é um problema muito frequente que termina com a perda de mercadorias devido à falta de dinheiro ou financiamento pela agência aduaneira, ao contrário das grandes empresas, uma vez que essas empresas são financiadas por manobras ou mesmo impostos, a fim de avançar em suas operações e liberá-las em tempo hábil, com o objetivo de contribuir para que a empresa não gere mais despesas, pois deseja continuar prestando um excelente serviço para a mesma capacidade econômica das grandes empresas.

Dificuldades nos pagamentos internacionais:

As dificuldades da PME também podem aparecer no momento do pagamento, nessas circunstâncias, a questão é como a PME negociou o pagamento da transação internacional. O ideal para as PME é fazer pagamentos com um certo tempo de crédito. Nesse nível, acontece que muitas empresas enviam a mercadoria assim que recebem o comprovante de pagamento que contém o valor das mercadorias adquiridas. Este é o método mais seguro para todas as empresas, não apenas para as PME, mas também para grandes empresas. Outra opção seria: onde é feito o embarque do produto e, posteriormente, o pagamento é feito para a aquisição da mercadoria, que pode ser paga dentro de 15, 30, 45 dias, etc. Essa prática é muito comum quando você tem um histórico de pagamentos positivo entre o comprador e o vendedor (você tem tempo trabalhando juntos); caso contrário, corre o risco de uma farsa ou mal-entendido. No entanto, para esse tipo de evento, recomenda-se treinamento constante em métodos de pagamento internacionais.

Preparação prévia de operações de comércio exterior:

Do meu ponto de vista como consultor e das melhores práticas, antes de iniciar operações de comércio exterior como uma PME, recomendo a "preparação da terra". Quero dizer, ao fazer uma análise e avaliação da estrutura legal, fiscal, financeira, operacional, logística e organizacional da PME, avaliar o status ou potencial exportador (consulte: "Sua empresa está pronta para exportar?"). PME e ser capaz de fazer ajustes e preparação adequada que corresponda.

Finalmente, outro elemento fundamental que não deve ser esquecido, é conhecer o mercado que você deseja conquistar, com a formulação de um estudo de mercado prático e simples no caso de exportação ou processo de internacionalização. Além do acima, devem ser conhecidas as restrições não-tarifárias e os regulamentos do referido mercado; bem como os impostos correspondentes e devidamente instruídos em cada um dos blocos da cadeia que esse processo implica, uma vez que uma empresa não é a mesma ao entrar no mundo do comércio exterior.

Inscreva-se de forma totalmente gratuita e aumente sua visibilidade na região ibero-americana através do nosso " Directorio de Oferta Exportable – DOE”.

“Um novo serviço da rede ACOEXT”

Deixe-nos as suas perguntas e preocupações e teremos o maior prazer em responder.

Voltar

Comentários 0

Assine a nossa newsletter

Se você quiser manter o dia com nossos produtos e notícias. Introduza a sua página de e-mail e receba o boletim informativo.

ACOEXT © 2019. Todos os direitos reservados Aviso Legal | Política De Cookies |